Publicado por: bardouro | 25/05/2017

Coincidências

Captura de tela 2017-05-25 01.57.16

Ironia da vida:

Alguns arguidos do caso BPN foram ontem condenados.

Outros foram condecorados na freguesia da terra deles…

Agora digam que não há coincidências. ..

Publicado por: bardouro | 17/05/2017

As ci(u)meiras do Futebol

De repente o tecto ameaçou desabar, tal o estardalhaço feito por alguma comunicação social, que viu na reunião entre os directores de comunicação do Sporting e FC Porto, uma clara aliança dos dois clubes “perdedores” contra o super dominador Benfica.
Chorou-se baba e ranho, tocaram-se as trombetas e os sinos a rebate. Havia que clamar ao mundo do futebol que esta aliança era para impedir o Benfica de continuar a ter êxito.
Neste êxito, incluímos as duas frases que construíram este polvo tentacular que vai dominando o futebol português, que é bem pior que o famigerado “sistema”.
Em 2005 afirmou, Para o Benfica os lugares na liga são mais importantes que os bons jogadores”, onde o Leal mas também Cunha, dominava a Liga do fragilizado Valentim Loureiro, para uma ano depois (2006) a Liga ser comandada pela “marioneta” Herminio Loureiro, com o “justiceiro” Ricardo Costa na Disciplina.
Mais tarde, a frase Colocar as pessoas certas nos locais certos”, prometia que as “cunhas” tivessem sucesso, com os “tentáculos” a abrangerem a FPF, a Liga, o IPDJ, os CTT e outros organismos e instituições.
Aliás o poder é tanto que até o “pai” da cartilha abre a janela para o mundo “Não podemos reagir ao empate contra o Setubal, dando a impressão que o Benfica está a perder poder”, conforme foi instruído aos comentadores encarnados, na cartilha da semana 3 que foi uma das muitas denunciadas pelo Universo da Bancada do Porto Canal.

Mas voltemos ao tema das “Santas Alianças”
Esqueceram-se os “jornais do regime” que estas alianças para impedir a hegemonia do clube dominante, têm origem com Luís Filipe Vieira, que tomou posse em 2003 e nestes 14 anos só não conseguiu acordo com Bruno de Carvalho, mesmo com a cunha de Nélio Lucas da Doyen…

… apesar do presidente sportinguista ter afirmado que LFV lhe tinha proposto a alternância na conquista de títulos que designou como “Santa Aliança”.
Mas, como se prova abaixo, o presidente encarnado fez acordos estratégicos com todos os presidentes leoninos, desde que chegou à presidência do Benfica.
Em 2005 Dias da Cunha e Vieira tinham estado juntos a almoçar no hotel Ritz, juntamente com o presidente do Belenenses Sequeira Nunes, com o propósito de divulgar o “Manifesto”, que visava o bem do futebol português.

Mais tarde, no final de 2007, passou-se do oito ao oitenta: Soares Franco e Luís Filipe Vieira aceitaram tirar uma fotografia num almoço mantido em Paço de Arcos e fizeram capa do jornal A Bola, que curiosamente, ou talvez não, esteve na génese da “aliança”.   

Em Abril de 2010, Fernando Gomes, candidato à presidência da Federação, conseguiu juntar Bettencourt e Vieira à mesma mesa, no hotel Altis, pois havia uma causa em comum e a verdade é que os choques entre os dois clubes amenizaram. Mas, face à convulsão interna nos leões, o Benfica virou atenções contra o rival do Norte.

Em 2011, data da chegada de Godinho Lopes à presidência do Sporting, almoçou no Tivoli com Luis Filipe Vieira, para abordar o desenvolvimento do futebol português e os pontos da indústria que poderiam ser melhorados.  Estrategicamente, nesse almoço, alguém passou cá para fora essa imagem de trabalho conjunto, que rapidamente foi “atacado” pelas televisões.

Mas estas alianças não partem só da iniciativa dos dois clubes, pois Nuno Lobo, presidente da Associação de Futebol de Lisboa, reuniu num hotel da capital o representante do Benfica, Rui Gomes da Silva e do Sporting, Luís Duque (escolhidos pelas SAD’S dos dois clubes), logo após a sua eleição.
Mas, se o seu programa eleitoral já era arrojado, tinha no entanto um objectivo bem definido, proteger os dois clubes de Lisboa, para que eventuais conflitos entre ambos não beneficiem FC Porto, porque pretendia que “Lisboa tenha uma só voz e seja uma muralha na defesa dos seus clubes e da verdade desportiva.”

Como ficou demonstrado, as cimeiras do futebol português em hotéis da capital, já vêm de longe, lamentando que as “memórias curtas” de alguns jornalistas, os do regime claro, resvalassem para a ci(u)meira habitual.
Memória curta, hipocrisia ou tiques “salazaristas”?
Publicado por: bardouro | 12/05/2017

O Polvo e os tentáculos

Ao longo dos últimos meses a palavra “polvo” tem sido muito ouvida no léxico do pontapé da bola. Quantos saberão até onde se estendem os tentáculos do cefalópode? Que áreas de influência domina o polvo? A resposta a estas perguntas é dada de forma simples e objectiva, o polvo abarca todas as áreas possíveis e imaginárias. As desportivas (FPF, APAF, LIGA; IPDJ) as da Comunicação Social (Bola, Record, SIC, TVI, CM e CMTV, etc) as governamentais, judiciais e até as institucionais (PJ, SEF, CTT, etc). Ao longo das próximas publicações iremos demonstrar como se dominam todas estas vertentes. O Benfica montou um “polvo tentacular” moralmente corrupto, mas que à luz dos mais desatentos é assente na legalidade.  Porque é legal comprar bancadas inteiras nos estádios que visitam (aconteceu no Rio Ave e vai acontecer no Bessa) para depois vender por preços mais baratos aos seus adeptos. Porque é legal comprar jogadores e depois emprestá-los a outros clubes, com a prática habitual de passes partilhados. Porque é legal oferecer as suas instalações para que clubes lá treinem gratuitamente. Porque é legal um clube transmitir os seus próprios jogos no canal do clube e marcar o horário para o que mais lhe convier, sem que a Liga tenha interferência. Porque é legal, até porque não houve sanções, oferecer vouchers para refeições, a árbitros e delegados nos jogos efectuados em casa. Porque é legal a Fundação Benfica patrocinar a formação de jovens árbitros. Porque é legal “dominar” as associações de futebol e seus conselhos de arbitragem, para que os árbitros da cor subam aos escalões de topo. Porque é legal colocar em lugares de decisão, “tentáculos” que em momentos específicos, vão fazendo pagando com “favores” a benesse do lugar alcançado. São estes casos que eivados de legalidade vão constituindo e construindo um “sistema” que é corrupto e, onde ninguém ousa tocar.

Cabe a todos, a denúncia dos casos que vão minando o desporto português.

Publicado por: bardouro | 03/05/2017

O 3º Dia na Cesta da Gávea

Cesto da Gávea

O dia corre solarengo e afobado com o terço gigante da Joana Vasconcelos, orgulhoso do mais recente feito de CR7, preocupado (para já só em Espanha) com o pagamento das comissões aos agentes (com excepção do super agente que vai tratando da sua horta), em pânico pelo “desnorte” da Coreia que um dia pode acertar com os testes, o que não incomoda o truculento Trump que apesar da contestação, lá se vai deliciando com um spice butt. No desporto enquanto uns se preocupam com os “leaks”, outros propõem a fumaça do cachimbo, quiçá para abafar o alarido do “El País”, mas ninguém consegue apagar a história brilhante da Rosa.

Até amanhã.

Publicado por: bardouro | 21/04/2017

Com Papas e Bolos

Para completar o provérbio do título só falta a expressão “se enganam os tolos”, mas para completar o puzzle, siga-nos no raciocínio e não se deixe enganar.
Á mesa de um restaurante de referência da capital lisboeta, sentaram-se ilustres comensais, Pedro Proença (presidente da Liga Portuguesa de Futebol), Antero Henrique (ex-CEO do FC Porto e ainda seu representante na Liga e Federação), Joaquim Oliveira (Dono da Olivedesportos), Rolando Oliveira (filho de Joaquim Oliveira e administrador da Controlinveste), Theodoro Fonseca (empresário de futebol e accionista maioritário da SAD do Portimonense) e António Gaspar Dias (presidente da SDUQ do Penafiel e ex- director executivo da Liga).

Captura de tela 2017-04-21 17.19.02

Apresentados os comensais, vamos às “papas” que o jornal Record quis “vender” apressadamente, assim que começaram a circular as imagens do jantar, defendendo com “fonte” da Liga que o repasto tinha como objectivo “renegociar contratos televisivos”

Captura de tela 2017-04-21 17.24.09

A “papa” poderia ser comestível, não fora o pormenor de designarem o presidente do Penafiel como dirigente da Liga, pois o mesmo renunciou ao cargo em Fevereiro de 2016, e se arranjassem uma explicação plausível para a presença de Theodoro Fonseca, que curiosamente ou talvez não, nem sequer surge como comensal.

Melhor “ingrediente” arranjou o CM que foi mais fundo e achou o condimento especial para apurar o “refogado”…

Captura de tela 2017-04-21 19.14.15

…mas no corpo da noticia, ainda juntou mais umas “especiarias” para o tornar mais gostoso ao paladar…

Captura de tela 2017-04-21 19.13.51

… que não foi do agrado de todos e levou a algumas “indigestões”, com o presidente do Penafiel a puxar do “livro de reclamações” e ameaçar o jornalista do CM com processo judicial (parece que está na moda).

Verdade ou mentira a constituição da SAD do Penafiel? Pela amostra parece que é “papa” que está a ser preparada na panela, como se comprova com estes dois documentos, o primeiro a convocatória feita pela mesa da assembleia geral do clube

Captura de tela 2017-04-21 19.33.58

a segunda pela noticia do jornal O Jogo

Captura de tela 2017-04-21 19.29.54

Como surge aqui o interesse de Joaquim Oliveira? Para além de ser o clube da sua terra natal, convém referir que o administrador da Olivedesportos, foi o responsável pela “chegada” de um autarca local de Galegos à presidência de um clube de futebol, terreno virgem para Gaspar Dias, que ainda chegou a director executivo da Liga com a benção do “padrinho” Joaquim, regressando para a presidência do clube em 2016 com o designio da subida de divisão em 2017/2018.

Ora este foi de facto o tema dominante. Depois da subida do Portimonense, mais jornada menos jornada, a aposta da dupla de sucesso Antero/Theodoro, aponta para nova subida de divisão na próxima época, o Penafiel, tendo já encontrado o Master Chef para isso, Vítor Oliveira, que tentaria no clube da terra de Joaquim Oliveira a 11ª subida ao escalão principal do futebol.

Mas há pormenores para acertar, Theo não que “largar” o Portimonense, mas quer “agarrar” o Penafiel, mas não está na disposição de ceder sociedade a Joaquim Oliveira na SAD. A possibilidade passa por continuar o Penafiel com a SDUQ e estabelecer um protocolo com o Portimonense para “divisão da cozinha”.

Isto é que vai um cozinhado!

 

Publicado por: bardouro | 18/05/2016

O cabrito salvador

 

cabrito-assado-angolaO grande educador do povo deslocou-se 400 quilómetros, da capital do reino até à cidade dos arcebispos, para antes da final da Taça de Portugal, tratar de abrir nova rubrica no Correio da Manhã.

Temos a certeza que, dada a ementa à mesa do restaurante D. Júlia, um delicioso cabritinho assado, a nova rubrica gastronómica do “jornal” lisboeta, dever ser de comer e chorar por mais.

Pelo menos, foi o que pudemos apreciar, pela face híper sorridente dos comensais António Salvador, Presidente do SC Braga e de Octávio Ribeiro, director do Correio da Manhã. Aliás, dados os esgares de cumplicidade, creio que optaram pela célebre receita do cabrito estonado, que para os menos conhecedores aqui fica “Escolha um cabrito novo, que não tenha completado ainda os 90 dias. Depois de abatido, estona-se mergulhando o cabrito por partes em água a ferver; pela-se à medida que se vai escaldando. Os pêlos são puxados com a ajuda de um pano grosso ou sarapilheira e com a ajuda, por vezes, de uma faca. Isto deve ser feito com muito cuidado para não romper a pele.”

Pode parecer violento, aliás faca e alguidar é mesmo com o CM, mas para quem aprecia as artes culinárias, é mesmo gostoso.

Publicado por: bardouro | 18/05/2016

Assim vai o nascer do dia

hojeemdia-www-audienciadetv-blogspot-comLendo Maria Luis Albuquerque sobre as sanções que Bruxelas queria dar, mas já não dá, a Portugal, chego à conclusão que para o mal, valem mais os cerca de dois meses e meio dos socialistas que os nove e meio dos “coligados”.

Sairam os 23 eleitos de Fernando Santos, sem grandes surpresas, pois tirando um e metendo outro, a escolha em noventa por cento dos casos seria consensual. Mas como em cada um de nós há um treinador escondido, a polemica sobre algumas escolhas vai continuar. Espero que só até ao inicio do Euro.

Não de hoje, mas de ontem, mas sem correcção eficaz, fica a novidade de apesar da sua idade e com debilidade física devido à doença, Manuel Godinho ter sido “apanhado” a extrair areia ilegal. Sim, pelo titulo da noticia foi ele mesmo que extraía. Com a proximidade da sua empresa ao litoral norte ainda vamos ler, que foi apanhado na pesca ilegal de bivalves.

Ouço e leio coisas que me fazem abrir a boca de espanto, então não é que os arautos da cortesia e bons costumes, deram agora em criticar o enorme ego de Jorge Jesus? Principalmente o “rei das pirâmides”, que num fugaz lapso de memória, esqueceu o enxovalho público que, diante de colegas de profissão e jornalistas, deu ao “iniciante” Jaime Pacheco num restaurante na Póvoa, famoso pelas tertúlias de homens da bola. A idade faz esquecer alguns comportamentos.

 

Publicado por: bardouro | 12/05/2016

Eles Querem e Podem

Quem Chora MamaEles estavam preocupados se, para a festa, não ia gente amiga. Vai daí, começou o choradinho, para afastar o “lagarto” Hugo Miguel do jogo do título.  O certo é, que apesar do contra-vapor feito pelos “viscondes”, Hugo Miguel está fora da Luz mas vai apitar, por casualidade o Braga-Sporting.  Nuno Almeida, o árbitro talismã dos encarnados, lá vai actuar no palco de eleição, bem ajudado por Luis Ramos e pelo “Ferrari de Setúbal”, Pais António.  Quem não chora, não mama mesmo, que o digam os dragões, que com a sua política de comer e calar, levaram mesmo com Hugo Miguel no jogo de Alvalade.
Mas a festa não fica por aqui, pois o “policial”  Bruno Paixão, vai apitar a equipa B do Benfica, enquanto para ajudar à missa da salvação, Manuel Mota e Jorge Ferreira, dois dos meninos de mão do sistema, vão respectivamente para os jogos dos aflitos Leixões (Oliveirense) e Farense (Gil Vicente). Para compor o ramalhete, Artur Soares Dias, que a conselho descansou uma semanita, volta para o Chaves- Feirense, para rodar para a final da Taça de Portugal, apesar da pressão do presidente portista.

Quem tarde chora, também não mama.

 

Publicado por: bardouro | 07/05/2016

Mais depressa se apanha um mentiroso….

Pois é vInsultToIntelligenceerdade, lá diz o provérbio popular que “mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo”.

Pedro Passos Coelho diz que ” nunca inaugurou obras durante o tempo que esteve no governo”, no entanto os factos desmentem-no, provando que mente e tem memória curta, já que em Agosto de 2015, portanto menos de um ano, inaugurou a ponte da foz do Rio Dão, construída durante o seu mandato, como se pode ler aqui e aqui.

Em que ficamos? Mentimos ou são só lapsos de memória?

Publicado por: bardouro | 03/05/2016

O Bar já abriu

Amigos e amigas, está solenemente aberto o Bar Douro. Sem pompa e circunstância porque o ano vai ser de crise. Este espaço situa-se algures nas margens do rio com o mesmo nome e nele, podem entrar os que vierem por bem. Os outros, limpem os pés no tapete de entrada, dêem meia volta e regressem a casa, porque, apesar de ser bar aberto, dispensamos os recalcados da vida.

Categorias

%d bloggers like this: